Show da Cidade

Das 13:00:00 às 16:00:00
Com: Elimar Silva

MEC apoia iniciativa que valoriza ações de educação fiscal em escolas e instituições

21/06/2019 as 12:15
ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou nesta quarta-feira, 19 de junho, do lançamento do Prêmio Nacional de Educação Fiscal. O evento ocorreu em São Paulo. O Ministério da Educação (MEC) é um dos apoiadores da iniciativa.

O chamado “Oscar da Cidadania” é promovido pela Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite). O objetivo do prêmio é reconhecer e valorizar ações empreendedoras que têm foco na função social dos tributos, na qualidade do gasto público e do acompanhamento do retorno dos recursos à sociedade.

De acordo com Weintraub, o grande astro desse evento é o pagador de imposto. “É preciso que a gente acompanhe os números porque os recursos vêm do pagador de imposto. É necessário buscar eficiência e transparência”, afirmou.

Na oportunidade, o ministro também destacou a importância de o cidadão entender que o dinheiro proveniente do imposto não é de uma pessoa, mas de toda a sociedade que pagou imposto.

Durante o lançamento, o Coordenador-Geral de Desenvolvimento Institucional do Tesouro Nacional, Marcus Vinícius Neiva, afirmou que o prêmio é importante para que a sociedade saiba que é por meio desses recursos que o Estado investe em educação, saúde e segurança pública e outros itens fundamentais aos olhos dos brasileiros.

“O Tesouro Nacional tem como missão a gestão eficiente e transparente dos recursos públicos. Para melhor gestão, precisamos congregar esforços para consolidar entendimento que os recursos públicos têm dono: os contribuintes”, disse.Participaram ainda do lançamento:

  • o coordenador do Prêmio Nacional da Educação Fiscal, Rodrigo Espada;
  • o presidente da Febrafite, Juracy Soares;
  • o superintendente adjunto da Receita Federal da 8ª Região Fiscal, Marcelo Barreto;
  • o coordenador de Educação Fazendária da Enap, Carlos Eduardo dos Santos e;
  • o diretor-geral do Instituto Maurício de Souza, Amauri Júnior.

Na edição deste ano, nove trabalhos postulantes serão os vencedores: 3 escolas; 2 instituições; 2 jornalistas e 2 projetos de tecnologia. Os prêmios em dinheiro variam de R$ 2 mil a 10 mil. Ao todo, serão distribuídos mais de R$ 50 mil em premiação.

Inscrições - As inscrições começam nesta quarta, 19, pelo site do Prêmio e vão até o dia 10 de agosto para escolas e instituições. Os projetos das categorias Imprensa e Tecnologia terão até o dia 10 de outubro para serem inscritos. O anúncio dos vencedores será realizado no dia 29 de novembro.


Fonte: Ministério da Educação